Atentimento Online

Newsletter

Cadastre-se e receba nossas informações

Notícias

Idosos investem em qualidade de vida e ganham novo fôlego
 


“O grande segredo da vida é morrer jovem o mais tarde possível”, disse o médico cardiologista e nutrólogo Lair Ribeiro, em uma palestra sobre o envelhecimento saudável. Embora ainda não seja possível evitar o envelhecimento, o fato é que hoje pode-se chegar aos 60 anos com o vigor de 30, ou seja, envelhecer sem ficar velho, sem as doenças e as restrições da velhice.

Hoje, dia em que se comemora o Dia do Idoso é possível encontrar homens e mulheres nesta faixa etária com saúde, dignidade e autonomia física e mental de causar inveja a muitos quarentões. Esse o caso de Geralda Carvalho, 68 anos, que encontramos num treinamento de pilates. “Além do pilates, faço hidroginástica e caminhada. Tenho uma alimentação bem balanceada, evitando gorduras e carne vermelha, dando preferência às verduras, frutas e legumes no meu cardápio diário. Também tomo suplementos nutricionionais e acabei de iniciar a modulação hormonal. Enfim, faço de tudo para envelhecer bem”, comenta Geralda.
Ela ressalta ainda que não tem problemas de saúde típicos de sua idade como hipertensão, diabetes, osteoporose. “Sempre gostei de me cuidar e admiro mulheres vaidosas e bem cuidadas como Hebe Camargo e Susana Vieira”, revela.

terceira idade fisioterapia

Outro exemplo de vigor sexagenário é do empresário Nilson Franzine, ele frequenta academia de ginástica diariamente onde pratica musculação sob orientação do professor de educação física Douglas Valduíno. “Depois do circuito de musculação de 60 minutos ele ainda vai para esteira e bicicleta por mais 30 minutos. Passa quase duas horas diárias aqui na academia, além de apresentar uma disciplina, dedicação e disposição fora do comum”, destaca o professor.
Nilson que está com 68 anos, nos conta que sua rotina diária é planejada de maneira que ele não deixa de praticar seu descanso pós-almoço e sua atividade física diária. “Há 20 anos mudei minha rotina, passei a praticar atividade física e me alimentar melhor. Isso me tirou da depressão e de constantes problemas de saúde decorrentes da baixa imunidade, naquela época. Hoje me sinto disposto e nunca mais tive gripe”, orgulha-se.
Para Nilson as atividades sociais e de lazer também colaboram para o que ele chama de envelhecimento saudável. “Não podemos envelhecer sentado numa cadeira na sala vendo tevê. Gosto de viajar, ler, ir ao cinema e teatro”, finaliza.


Fonte: Correio do Estado

« voltar às notícias